Portal           Istya           Galeria
Fórum Tolkienianos » Os Livros » Linguística » Alfabetos » Modo Angerthas Português

Autor Tópico: Modo Angerthas Português  (Lida 21532 vezes)


Thranduil
Hobbit Stoor
*
Offline Offline

Mensagens: 5

Ver Perfil E-mail
Modo Angerthas Português
« em: Fevereiro 16, 2008, 02:31:40 am »
Salve, pessoal!

Há algumas semanas estive desenvolvendo este projeto, inspirado pelo belíssimo trabalho do Anguirel quanto ao MSP, e desenvolvi um Modo Angerthas Português. Deixo claro que esse é uma sugestão de uso dos Angerthas em português, baseado em seu uso élfico; portanto, outros modos podem ser feitos, baseados em outros usos.

Agradeço às revisões do Misael (Théoden) e do Luciano (Glaurion), e ao Slicer [membros da Comunidade Andúnië], pela ajudinha que me deu concernindo a um fonema.

Vocês podem baixar tambem A versão PDF, se preferirem.

MODO ANGERTHAS PORTUGUÊS

Por Eduardo Lages (Thranduil)
[email protected]


O Angerthas pode ser considerada a “versão final” de uma longa história de modificações em um sistema de escrita chamada de Certhas, antiga em sua tradição. As modificações são, em sua maioria, creditadas a Daeron (menestrel de Doriath), então o modelo adotado aqui segue os padrões da chamada Angerthas Daeron.

Esses padrões são diferentes para cada língua, já que a necessidade se aplica a elas de diferente formas. Pode-se perceber, pelo alfabeto disponibilizado neste Guia, que algumas runas (chamadas de cirth) não foram usadas, por conterem sonorizações designadas a somente algumas línguas específicas, utilizadoras do Angerthas Daeron. Desta forma, elas podem ser simplesmente ignoradas.

Introdução à Utilização do Angerthas

Para aqueles que já iniciaram-se no aprendizado do alfabeto Tengwar, de Fëanor, devem encontrar uma imensa facilidade no aprendizado do Angerthas. Ao contrário daquele, neste sistema de escrita todas as letras são escritas individualmente, sem necessidade de especificação de ditongos ou diferenciação de vogais.

Ou seja, a escrita em Angerthas é chamada “alfabética”. Isso significa que cada letra tem uma representação semelhante, e devem ser colocadas uma ao lado da outra, como acontece com o nosso próprio alfabeto. Talvez isto facilite o aprendizado desse sistema de escrita.

No entanto, há semelhança quanto à utilização de cada cirth. O método usado para a elaboração desta adaptação dos Angerthas ao português foi a proximidade de sons e a sonoridade de cada runa. Isso dispensa, por exemplo, a existência de letras repetidas, como SS ou RR.

Também faz com que, para que se faça uma composição em Angerthas, pense-se primeiro no modo de fala de cada palavra. Apesar de não ser óbvio, uma mesma letra apresenta vários fonemas diferentes, e portanto, apresenta várias runas diferentes.

Como pode ser percebido nos manuscritos deixados por Tolkien em Angerthas (o túmulo de Balin em Moria, por exemplo), vemos poucas menções a espaços entre as palavras. Como estética, sugere-se aqui que, para espaços, use-se um ponto mediano (como esse: •), embora os espaços físicos possam também servir. Quanto às marcas gráficas, sugere-se o uso de dois pontos para vírgula, e três para ponto final.


O Alfabeto

O alfabeto Angerthas foi feito com base no alfabeto pré-existente, que compila os Certhas e adiciona as runas posteriormente criadas. Ele foi desenvolvido tendo em vista todos os fonemas da língua portuguesa, e cada um foi cuidadosamente estudado para ser incluído neste alfabeto. Apesar de algumas letras (como o Q) não aparecerem no quadro seguinte, seus modos de uso foram discutidos, e serão explicados mais tarde neste artigo.

O método usado para a diferenciação de runas foi a do estilo “tabuleiro de xadrez”: dividiu-se graficamente em linhas e colunas, estas representadas por letras de A a D, e aquelas numeradas de 1 a 15. Assim, a runa na extrema esquerda acima é a A1, à sua direita está B1 e embaixo dela, A2.



Percebe-se a utilização de runas para ó, á, ú e é. Essas runas evidenciam a tonicidade de cada letra dentro da palavra. Para dar a característica de som tônico fechado, acrescenta-se a cirth D14 (som fechado). Mais informações, ver as especificações de cada letra.

Usos individuais de cada letra

Algumas letras possuem mais complexidade que outras, e, dependendo de onde são inseridas na palavra, têm sua pronúncia completamente modificada. As especificações que se seguem são para estas letras, enquanto outras (como a letra B) terão seu uso padrão da língua portuguesa, e portanto não serão mencionadas a seguir.

A Letra A

A letra A não possui nenhuma especialização, apenas a possibilidade de ser tônica. Em palavras onde o uso do A é padrão, como em “casa” ou “ladra”, a runa a ser utilizada é a D3. Onde o A aparece acentuado, como em “água” ou “átomo”, utiliza-se a runa D4. Veja o exemplo dado, que abrange os dois usos de A:


A Letra C

O C tem, basicamente, duas pronúncias. Uma pronúncia silvada, quando acompanha I e E (como em “cerco” e “melancia”), e uma pronúncia forte, da letra K, quando acompanhado das demais vogais ou de uma consoante (como em “hectar” ou “calo”). Para o primeiro uso, utiliza-se a runa referente à letra S, D9; e para o segundo, a runa referente a K, B3. Quando acompanhado de H, o C tem uma sonoridade chiada, e tem uma runa especial, A13. Veja os exemplos:


Atenção: O Cê cedilha (Ç) sempre será representado pela runa D9!

A Letra D

O D possui dois sons. Sempre que ele tiver o som como em “dado” ou “dor”, utiliza-se a runa A9. No entanto, quando o som de D vem precedido por um chiado parecido com o som da letra J, como em “administrar” ou “dia”, ou ainda “bode”, a runa correspondente é a A11. Veja os exemplos:



A Letra E

Para a letra E, vemos alguns sons diferentes. Eles variam de acordo com a acentuação gráfica ou sua colocação na palavra. Para sons não tônicos, abertos ou fechados, como “quero” e “medo”, usa-se a runa D1. O som tônico e aberto do E (representado pelo acento agudo), como em “prédio” e “ética” é representado pela runa D2. Já o som tônico e fechado do E, representado pelo acento circunflexo, como em “tênis” ou “pêlo” é demonstrado no Angerthas pelas runas D2 mais D14 (som fechado). Observe os exemplos:


A Letra G

O G tambem varia de acordo com as letras que o acompanham. Quando seguido de I ou de E, ele assume um fonema semelhante ao de J, como em gente e agir. Portanto, a runa adequada para essa situação é a com o valor de J, A14. Quando seguido de A, O ou U, ou de uma consoante, sua runa é a B4, como em “galo”, “agudo” ou “diagnóstico”.

Exemplos:


A Letra H

O H não tem som próprio no português. É mudo quando colocado no início de frases e sílabas, portanto será desconsiderado no Angerthas. Quando desempenha algum papel está acompanhado de C, L ou N, e para essas combinações, usam-se as runas A13, C2 e C8. Exemplos:


A Letra L

O L tem poucas ressalvas: Para o som de U que tem no final das sílabas, como em “alcance” ou “pantanal”, usa-se a runa C14. Quando acompanhado de A, E, O ou U, usa-se a runa C1. Quando acompanhado de I, por sua proximidade de som com o LH, usa-se a runa C2. Veja os exemplos:


As Letras M e N

As letras M e N são caracterizadas por serem marcas de nasalidade. Por isso, elas serão tratadas juntas.
Quando precedem uma vogal, exclusivamente, exercem sua função chamada padrão como em “machado” e “nariz”; portanto, para representá-las, usa-se as runas A6 para M e D8 para N.
Já quando precedem uma consoante, ou estão no final de uma frase, elas têm função de nasalização, podendo ser trocadas até pela marca gráfica til (~), como em “ante” ou “embrionário”. Quanto têm essa função, sua representação deve ser feita pela runa C6 (nasal).
Os exemplos a seguir podem esclarecer:


O Uso do Til

Como não indicação certa para o til no Angerthas, usa-se sua sonoridade. Quando o til é colocado sobre o a, como em “cão”, o conjunto [ão] é substituído pela forma [aum], e o [ãe] o é pela forma [aim], lembrando que esse M no final deve ser usado na forma nasal. Já o til sobre a letra O, como em “noções”, é representado através da substituição de [õe] por [oim], com a mesma lembrança anterior. Veja os exemplos:


A Letra O

O uso do O é bem semelhante ao uso do E. Quando ele tem som não-tônico aberto ou fechado, como em “morte” ou “correr”, usa-se a runa D5. Já no som tônico aberto, acentuado agudamente, como em “cócegas”, usamos a runa D6. Já para o tônico fechado, como em “cônego”, usa-se a mesma D6, acrescida da D14. Veja os exemplos:


A Letra Q

A letra Q, em português, é sempre precedente da letra U, e ela sozinha sempre tem função de K. Portanto, a runa B3 é indicada para ela. Quando o U tiver trema (ü) ou a letra que o sucede é A ou O (como em “liqüidificador”, “quociente” e “quantidade”), usa-se o U para ditongo (C15) – ver “A Letra U”. Quando o U não tiver trema e for sucedido por E ou I (como “quente” e “quina”), a existência do U é desprezada, e a runa B3 serve para o conjunto QU. Exemplos:


A Letra R

O R possui dois fonemas básicos: o produzido pela garganta, como em “garganta”, e o produzido pela ponta da língua, como em “parada”. Para o primeiro caso, usa-se a runa B14. O segundo caso é representado pela runa A12. Confira os exemplos:


A Letra S

O S tem dois fonemas básicos: O silvado, como em “silvo”, para o qual usamos a runa D9 (inclusive para o SS); e o som semelhante a Z, para o qual usamos a runa correspondente a essa letra, B2. Exemplos:


A Letra T

As restrições acerca da letra T são as mesmas para a letra D. Quando o som de T for sucedido por um chiado, como em “timbre”, a runa usada será a A10. Quando o som de T for seco, padrão, a runa usada será a A8. Veja os exemplos:


A Letra U

O U é uma letra singular, e tem alguns papéis especiais na língua portuguesa, por isso há algumas peculiaridades sobre ele a serem estudadas.
Temos a runa C12 para o U padrão, presente em “agudo”, “grau” e “presunto”. A runa C13 é usada para o U acentuado, como em “útero” e “última”. Já o C15 é exclusivamente para o U quando estiver depois de G ou Q e antes de uma vogal. Este U serve para usar quando for tremado ou a letra seguinte for A ou O (como em “água” e “agüentar”). Confira os exemplos:


Atenção: Em palavras onde haja um ditongo começado em U (ua, ue, ui, uo) que não seja depois de G ou Q, a runa C15 não pode ser usada!

A Letra X

O X pode ter quatro tipos de pronúncia: de CH, como em “praxe”; de Z, como em “exemplo”; de CS, quando em “córtex”; ou de S, quando acompanhando o C, como em “exceto”. Nas duas primeiras opções, vale usar a runa correspondente a cada pronúncia, ou seja, A13 e B2, respectivamente. A terceira pronúncia pode ser produzida pela junção da sonoridade K mais a sonoridade S, portanto usaremos as runas B3 e D9 juntas. Já no último caso, onde o XC tem som de S, usa-se somente a runa D9. Confira os exemplos:



Exemplo de escrita com as Angerthas


(Se você for capaz de traduzir o texto acima, parabéns! Você já está apto a usar o Angerthas em português!)


Bibliografia

O Senhor dos Anéis, Apêndice E – Escrita e Ortografia

Gwen
Editor de Conteúdos
Maia
*
Offline Offline


Mensagens: 1727

Ver Perfil E-mail

Conquistas

award4
award9
award12
award13
Re: Modo Angerthas Português
« Resposta #1 em: Fevereiro 16, 2008, 06:14:03 pm »
Meldor Thranduil, Théoden, Glaurion e Slicer  :hug: :hug: PARABÉNS   :hug: :bowdown: :w00t:

Confesso que ainda não li  :blush: e que sou capaz de levar um tempo para estudar o Modo Angerthas. Mas já gravei para a minha pen, e verei com toda a atenção assim que me for possível e deixarei um comentário  :) mas pelos autores...  :w00t: só posso esperar um grande trabalho  :D  :bowdown: :w00t:

Ar.. hantalë por o partilharem connosco  ;) :hug:

« Última modificação: Fevereiro 16, 2008, 06:15:36 pm por Gwen »
Lacho calad! Drego morn!

Rover
Artífice do Tesouro
Humano
*****
Offline Offline


Mensagens: 193

adharmâya nâ

Ver Perfil E-mail
Re: Modo Angerthas Português
« Resposta #2 em: Fevereiro 16, 2008, 11:28:41 pm »
sem duvida alguma um bom trabalho

obrigado

 :D

Mormegil
Vala
*
Offline Offline


Mensagens: 4200

Ver Perfil E-mail

Conquistas

award2
award4
award5
award12
Re: Modo Angerthas Português
« Resposta #3 em: Fevereiro 17, 2008, 12:36:08 am »
Trabalhos sempre de louvar :D
Tenho uma duvida no entanto. Isto esta feito para a sonoridade de Portugues do Brasil?

Por exemplo na letra D, as diferentes sonoridades em "dado" ou "dia". Em Portugues de Portugal não existe a segunda, logo usar-se-à sempre a runa A9 para representar esta letra.

Será assim?

Thranduil
Hobbit Stoor
*
Offline Offline

Mensagens: 5

Ver Perfil E-mail
Re: Modo Angerthas Português
« Resposta #4 em: Fevereiro 17, 2008, 01:05:08 am »
Obrigado pelos elogios, caros amigos!

E de fato, digníssimo Espada Negra, está tudo adaptado ao português brasileiro. Não tinha percebido ainda que essas discrepâncias poderiam surgir.

No entanto, acho que elas existirão somente nos casos do D, T e L.

Então, caríssimos lusos, um pequeno adendo:
Para D, sempre usar a runa A9
Para T, sempre usar a runa A8
Para L, sempre usar a runa C1 (já que a sonoridade de L semelhante a U inexiste no português europeu)

Acredito serem apenas essas correções. Se porventura outras surgirem, vamos adicionando aqui.

Hannon le!

Mormegil
Vala
*
Offline Offline


Mensagens: 4200

Ver Perfil E-mail

Conquistas

award2
award4
award5
award12
Re: Modo Angerthas Português
« Resposta #5 em: Fevereiro 17, 2008, 02:59:28 am »
ainda falta a sonoridade do "S" para palavras tipo "mastigar". será a A13? em portugues de portugal, claro. no do brasil a pronunciacao é diferente...
« Última modificação: Fevereiro 17, 2008, 03:02:06 am por Mormegil »

Thranduil
Hobbit Stoor
*
Offline Offline

Mensagens: 5

Ver Perfil E-mail
Re: Modo Angerthas Português
« Resposta #6 em: Fevereiro 17, 2008, 03:48:15 am »
Salve, dignissimo Mormegil!

Bom, o que entendo sobre essa sonoridade do S, no português brasileiro, é que ela é idêntica a da sonoridade em "sapo". Fazemos esse S com a língua no céu da boca, produzindo um silvo.
Me baseei na sonoridade de cada letra de acordo com o Apêndice E do Senhor dos Anéis. Talvez, se o som for realmente diferente, possa me indicar qual runa poderia ser adequada para esse som (talvez até uma que já esteja em uso, ou alguma com duas letras, como a B1). Então desenvolveremos um apêndice para guiar os estudiosos portugueses a não se confundirem.

Obrigado pelas dicas!

Grande abraço!

Gimli
Maia
*****
Offline Offline


Mensagens: 1332

That's still count as one

Ver Perfil E-mail
Re: Modo Angerthas Português
« Resposta #7 em: Fevereiro 27, 2008, 04:56:42 pm »
De facto um trabalho muito bom :D muitos parabéns ^_^
Contudo so agora é que arranjei tempo para dar uma vista de olhos ao trabalho e surgiram-me algumas duvidas

Na letra E tenho ideia que aqui em Portugal "cedo" e "pelo" se pronunciam da mesma maneira sendo assim qual a maneira correcta de escrever?? :huh:
No texto para decifrar existem palavras que terminam com a runa B14 (RR) não deveria ser com a runa A12?? (R)  :huh:

Gwen
Editor de Conteúdos
Maia
*
Offline Offline


Mensagens: 1727

Ver Perfil E-mail

Conquistas

award4
award9
award12
award13
Re: Modo Angerthas Português
« Resposta #8 em: Março 04, 2008, 02:17:07 pm »
Mais uma vez parabéns pelo excelente trabalho e obrigada por o partilharem  :hug:

Já li com atenção.. e estou a preparar uma pequena resposta escrita nesse Modo ( :grin:) que postarei se depois conseguir fazer o scanner   :wacko: eu gosto de "treinar", acho que é assim que nos apercebemos de algumas dificuldades :)

por exemplo, não me parece correcto escrevermos "eselente" para "excelente". Uma vez que as angerthas é uma escrita alfabética e que existe uma runa para X, penso que facilitaria bastante e até seria mais correcto usar-se essa runa sempre que a escrevemos em português. Pessoalmente também gosto de usar o H no início das palavras e tive a mesma dúvida do Zito para o RR no final das palavras. A solução para a nasalização achei muito boa  ^_^

Vamos ver como me saio na minha pequena frase  :ph34r:
« Última modificação: Março 04, 2008, 02:21:10 pm por Gwen »
Lacho calad! Drego morn!

Anguirel
Artífice do Tesouro
Humano
*****
Offline Offline


Mensagens: 429

Ver Perfil E-mail

Conquistas

award8
award13
Re: Modo Angerthas Português
« Resposta #9 em: Março 04, 2008, 03:53:12 pm »
Não sei se este trabalho, que está óptimo, já está finalizado ou se ainda podemos fazer sugestões…
Eu não conheço a história das Cirth, mas se se trata de uma escrita "alfabética" como diz o Thranduil fazer um modo que pelo que entendi fica algures entre o gráfico e o fonético complica um pouco as coisas. Eu sei o trabalho que dá fazer uma adaptação para o português e o trabalho do Thranduil está excelente e foi sem duvida bastante complicado chegar a uma versão final.

 Duvida com que fico devido à dualidade gráfica/fonética é por exemplo no caso do "a"
no caso de um dos exemplos do Thranduil "casa"
em termos fonéticos temos dois "a" diferentes um aberto (o primeiro) e outro fechado (o último) portanto devíamos usar duas cirth diferentes
em termos gráficos temos dois "a" iguais portanto devíamos usar uma só certh

a questão é que em termos foneticos temos três "a": um aberto outro fechado e o nasal, em termos gráficos temos mais: "a", "á", "à", "ã" e "â"

o que vi foi que acabaste por simplificar as coisas chegando a um meio termos que não está correcto nem em termos fonéticos nem em termos gráficos já que usas a mesma certh para "a" foneticamente diferentes (D3 para "a" fechado e aberto no exemplo casa) e outra para "a" graficamente diferentes (D4 para "á" "à"), se foi essa a tua intenção retiro o que disse para não gerar confusão.

A questão colocada pela Gwen é reflexo da dualidade grafia/fonética que falava como escrever com "x" ou como "xc" como um dígrafo nesse caso ficaria "eSselente" em que "Ss" é um "s" longo (não é duplo como em assar) é como se disséssemos o "s" duas vezes.
 
 :bye1:
« Última modificação: Março 04, 2008, 04:06:53 pm por Anguirel »

Gwen
Editor de Conteúdos
Maia
*
Offline Offline


Mensagens: 1727

Ver Perfil E-mail

Conquistas

award4
award9
award12
award13
Re: Modo Angerthas Português
« Resposta #10 em: Março 12, 2008, 06:22:20 pm »
Eis a minha resposta nesse Modo  :grin:

(usei a cirith correspondente ao "X", pois penso que faz falta... e entretanto perdi o "papel" onde escrevi em português, de forma que agora nem mesmo eu sei o que aí está escrito,  -  :ph34r: - faço só uma ideia...  :grin: )

« Última modificação: Março 12, 2008, 06:39:31 pm por Gwen »
Lacho calad! Drego morn!

Gimli
Maia
*****
Offline Offline


Mensagens: 1332

That's still count as one

Ver Perfil E-mail
Re: Modo Angerthas Português
« Resposta #11 em: Março 12, 2008, 10:35:10 pm »
Ora bem... após uma pequena olhadela pelo texto...

          - "Parabéns" leva acento logo acho que devias ter usado a runa D2
          - "Trabalho" usas-te a runa B14 logo eu traduzi como "trrabalho"  :wacko: Tal como em "partilharem".... "partilharrem"
          - "Obigado"... foi propositado??  ;)
          - "u"... não deveria ser "o"??  :huh:

por enquanto são as minhas duvidas...


Edit: não me pronuncio em relação ao "ezcelente" porque tenho (muitas) duvidas... :huh:  :wacko:  :huh:
« Última modificação: Março 12, 2008, 11:00:15 pm por Zito »

Gwen
Editor de Conteúdos
Maia
*
Offline Offline


Mensagens: 1727

Ver Perfil E-mail

Conquistas

award4
award9
award12
award13
Re: Modo Angerthas Português
« Resposta #12 em: Março 13, 2008, 01:11:54 pm »
Hantalë Zito  :)

Citar
  - "Parabéns" leva acento logo acho que devias ter usado a runa D2

Tens toda a razão  :blush:

Citar
    - "Trabalho" usas-te a runa B14 logo eu traduzi como "trrabalho"   Tal como em "partilharem".... "partilharrem"

Vou ter de ver isso em casa  :unsure:

Citar
      - "Obigado"... foi propositado?? 
:blink:  :wacko: ora... está "Obigada"  :rolleyes: :assob: :grin: :lol:

Citar
      - "u"... não deveria ser "o"??

Esse foi de propósito, resolvi fazer a experiência  :) afinal de contas nós dizemos "u" e não "o", assim como dizemos... "comu"  :grin: na escrita tengwar, e também sarat, essa seria a forma mais correcta de escrever, pois é uma forma de escrita fonética; no entanto penso que não se deve aplicar nas Angerthas; foi só mesmo uma experiência  :)

Citar
Edit: não me pronuncio em relação ao "ezcelente" porque tenho (muitas) duvidas...

Nós também não dizemos "eZelente"  :unsure: dizemos EX-celente   :blink: eu penso que o "X" tem um som diferente e que faz falta; e a runa que usei  corresponde mesmo ao "X", penso que foram os Sindar que a começaram a usar depois da vinda dos Noldor, pois era necessária para a escrita Quenya... (não tenho aqui o livro comigo, mas penso que é isto...  :unsure: está nos Apendices do Regresso do Rei).
« Última modificação: Março 13, 2008, 01:16:38 pm por Gwen »
Lacho calad! Drego morn!

Rucagorn Rotsac
Editor de Conteúdos
Maia
*
Offline Offline


Mensagens: 2912

Rucagorn Rotsac The White Guardian

Ver Perfil E-mail

Conquistas

award11
award12
Re: Modo Angerthas Português
« Resposta #13 em: Janeiro 04, 2009, 12:52:03 am »
Bem ainda não li o artigo todo mas parece estar muito bom  :toast:

Grande trabalho  ;)


Fórum Tolkienianos » Os Livros » Linguística » Alfabetos » Modo Angerthas Português