Portal           Istya           Galeria
Fórum Tolkienianos » Perfil de Anglachel » Mostrar Mensagens » Mensagens

Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Mensagens - Anglachel

Páginas: [1] 2 3 ... 75
1
Geral / Re: Propostas de Logótipo dos Tolkienianos
« em: Dezembro 09, 2013, 12:37:28 pm »
Acho que o último ficaria bastante melhor se Tolkienianos Portugal ficasse inserido no circulo.

Tolkienianos no topo e Portugal no fundo. Isso implica tambem retirar  (nao sei que nome se da aquilo) uma das fitas que tem uma intersecçao no melhor sitio para os colocar.

2
O Senhor dos Anéis | O Hobbit / Re: A Última Canção de Bilbo
« em: Julho 21, 2012, 12:58:54 pm »
Apesar de não gostar de traduções há letra, também não gosto de traduções que provocam demasiadas alterações na estrutura do poema como essa tradução o faz.

É verdade que é de louvar o facto de ele ter conseguido por os versos a rimar, no entanto para o fazer ele alterou a ordem de verso e algumas vezes chega até a substituir ou ocultar palavras ou versos completos.

Também tem um tradução um tanto duvidosa como no caso de Lonely Star. Aqui Lonely é o nome da estrela,  basta ver que começa com letra maíuscula, e embora o nome indique que ela realmente se encontra em solidão não é isso que o verso realmente diz.

3
Literatura / Re: Histórias
« em: Abril 23, 2012, 05:00:32 pm »
Liberdade

Eram quase quatro da manhã quando decidi ir dar um passeio pela cidade para desanuviar.

O meu passeio levou-me até ao parque junto ao rio, sem lua nem estrelas no céu, e contentei-me a olhar para um ponto qualquer há procura de algo que não conseguia ver nem queria encontrar.

Olhei em volta e não vi ninguém, a casa mais próxima encontrava-se já a uma distancia que eu considerei confortável para poder fazer o que queria fazer.

Gritar o mais alto que podia.

"Oh amigo, eu não quero ser chato mas será que poderia berrar sem fazer barulho?" Atrás de mim encontrava-se um homem de idade avançada sentado atrás de um arbusto que o ocultava se estivesse deitado. "Peço desculpa, não o tinha visto ai." Afastei-me.

"Amigo, espere ai. Conte lá o que o levou a vir aqui a estragar a sua garganta?" O homem tinha-se levantado e caminhava na minha direção. Com o cabelos pelos ombros, aparentava ser bastante magro e o peso da sua idade constatava-se na forma que as suas costa inclinavam para a frente. "Você dorme sempre aqui?" Perguntei.

"Não, nem sequer sou daqui. Apenas tive a infelicidade de não ter conseguido outro lugar para pernoitar, e quanto há minha pergunta não vai responder?" Olhei para o homem, não sabia o que ele pretendia com aquela conversa, mas também não desejava regressar a casa, e falar com um desconhecido pareceu-me bastante agradável. "Acho que estou cansado." Disse.

"Cansado!? Um jovem como o senhor?" Olhei para o velhote, embora o seu tom mostrasse admiração a sua cara apresentava-se exatamente a mesma, antes de continuar sentei-me no chão onde ele se juntou a mim.

"Não estou cansado fisicamente, estou cansado mentalmente. Sinto-me preso numa gaiola, sem maneira de conseguir fugir." Suspirei, e pensei se era aquilo exatamente o que se passava comigo. "E quer fugir exatamente do quê?"O velhote perguntou.

"Da minha vida acho eu. Estou cansado de ter de fazer o que me mandam, de ter de agir de forma diferente só porque fulano ou sicrano estão presentes. No fundo só quero liberdade."

"Liberdade? O que é para si o conceito de liberdade?" Apesar de o ter considerado um sem abrigo no inicio, a forma como este velhote falava  dava-lhe um ar culto. "Liberdade? Liberdade é ser livre, ter a possibilidade de fazermos o que queremos, quando queremos e onde queremos." Respondi.

"Então tendo em conta a sua noção de liberdade, imaginemos duas pessoas que vivem num mundo do tamanho deste parque e que exercem ambas a sua noção. Agora dentro da sua liberdade uma destas pessoas decide gritar, como acha que outra reagirá?" Ao principio pensei que o velhote se estava a preparar para me dar um sermão sobre porque não se deve gritar a meio da noite. "Isso depende da outra pessoa, tanto a pode incomodar como pode lhe ser indiferente."

"Muito bem, suponhamos então que essa pessoa então considera um incomodo há sua liberdade de viver em silencio e decide confrontar a outra pessoa, que por sua vez confronta essa pessoa porque esta é livre de poder gritar. A que conclusão chegámos?"

"Não sei aonde quer chegar com isso." Respondi.

"O que eu quero dizer, é que a noção de liberdade apenas se estica até chocar com outra noção de liberdade e quando tens um conjunto diferente de noções de liberdade estas acabam por criar regras entre si para não entrarem em conflito, por isso quando dizes que queres liberdade total a única opção é ires para um local inabitado."

"Mas eu gosto de viver aqui e segundo o que o senhor diz a morte seria outra via para alcançar liberdade." Eu estava agora embrenhado na linha de pensamento daquele velhote, as suas palavras pareciam-me sábias e as suas opiniões agradáveis de ouvir e de teorizar.

"Morte!? Não sei o que há para além da morte, tanto pode ser um mundo de escravidão como outra coisa qualquer. Não nutro qualquer interesse por ela pelo menos enquanto não souber o que ela realmente é."

"Têm medo de morrer?" Perguntei. "Sim tenho, o pensamento de morrer e não poder explorar o resto do mundo e de conhecer as pessoas que nela habitam deixa-me horrorizado, isto porque, para mim, morte é apenas um vácuo e não conheço nenhum método de a explorar sem a obter. Por isso sim, tenho medo de morrer, quem não tem acaba por não viver durante muito tempo."

O sino já tocava, não tinha reparado que o tempo tinha voado. "Tenho de ir, daqui a pouco tenho aulas. Gostei muito desta conversa, espero voltar a ter oportunidade de voltar a conversar com o senhor." Estiquei a mão para o cumprimentar e enquanto ele fazia o mesmo disse "Nutro o mesmo sentimento pelo senhor."

Dirigi-me a casa para me preparar para as aulas.

4
Eu estou a ler o ultimo livro, só que aquilo tem apenas 900 paginas :P

5
Convívios / Re: XII Encontro Nacional
« em: Abril 19, 2012, 12:45:49 am »
So posso no dia 13, quanto a sitio so posso garantir Porto, para outros lados depende se conseguir arranjar boleia.

6
Música / Re: O que que estão a ouvir???
« em: Março 23, 2012, 04:49:48 pm »
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=ci5D5r6ZjXA&feature=related[/youtube]
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=fEGI9NbH-mk&feature=related[/youtube]

7
Off-Topic / Re: "FaceBook é pior do que CIA"
« em: Março 22, 2012, 01:33:09 pm »
Eu uso o facebook sobretudo como agenda de eventos.

É bastante mais fácil e barato do que estar a perder tempo a falar com 1 pessoa de cada vez ou a perder-me numa multidão de emails.

É também engraçado permitir o encontro com velhas amizades.

O facebook é mau quando usado em demasia, como tudo na vida.

8
Off-Topic / Re: "FaceBook é pior do que CIA"
« em: Março 20, 2012, 08:49:11 pm »
Isto acontece em todas as redes sociais.

Não sei quais os processos que se tem de fazer para poder receber o cd, mas na maioria dos casos isso nem é o mais preocupante.

A maioria das pessoas julga que a informação pessoal na internet é como na vida real, apenas uns poucos são capazes de a ver sem ter a sua autorização e os que tem possibilidade de o fazer tem restrições, na internet na maioria dos casos isto não acontece

Para encontrar dados pessoais de alguém é bastante fácil, mesmo aqui no fórum fazendo uma simples busca encontra-se os dados de muita gente que postou uma outra vez dados pessoais sem ter muito trabalho.

O que as pessoas tem de perceber é que usar redes sociais é como por um anuncio no meio de um centro comercial, quem passar lá vai ver e quem andar há procura vai encontrar.

O maior problema destas redes no momento é das pessoas pensarem que as salas de chat incorporadas são como o msn ou o mirc, só que as conversas armazenadas não são gravadas no vosso pc são guardadas na base dados da rede social em questão.

O uso que cada um faz das redes socias é o que o faz perigoso, mas isto é a internet em si.

O comportamento mais perigoso que podem fazer é de usarem o facebook ou o twiter como um diário em tempo real, é incrivel a quantidade de pessoas que postam onde estão e o que vão fazer a qualquer momento do dia. Isto basicamente é como ser um celebridade sem a segurança associada a tal estatuto.

9
Off-Topic / Para o pessoal em Coimbra
« em: Março 07, 2012, 08:26:13 pm »
Vou a coimbra entre o dia 16 e 18 e ando há procura de um sitio para pernoitar. Querem me aconselhar algum?

E a quem me arranjarprograma para sábado há noite fico bastante agradecido  :P

10
Aniversários / Re: Valin Nostarë Neojag :)
« em: Fevereiro 14, 2012, 01:32:40 am »
Parabéns

11
Música / Re: O que que estão a ouvir???
« em: Janeiro 25, 2012, 04:43:30 pm »
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=fnK8ewMaXks[/youtube]
[youtube]http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=8jJibW24z6A[/youtube]
"There is no end to be found in this world.
Sleep, my beloved.
Your life goes on.
You were born, and you lived.
You will tell the song of hope, won't you?
For eternity.

Offer up these tears,
The words of a new love.
Thank you, days of bliss within my dreams.
I thank the fact that we met here.
For eternity."

12
Off-Topic / Re: Guimarães Capital Europeia da Cultura
« em: Janeiro 25, 2012, 04:41:50 pm »
Infelizmente também acabei por não poder ir no sábado, no entanto devo lá estar para os buraka.

Quanto aos La Fura Dels Baus vão estar novamente em Guimarães no dia 24 de Março.

13
Off-Topic / Guimarães Capital Europeia da Cultura
« em: Janeiro 21, 2012, 02:04:21 am »
Cartaz

Cultura
Música
20-01-2012

Janeiro

21 de Janeiro - Cerimónia de abertura, 18h, Pavilhão Multiusos. Espectáculo que mistura música, performance e multimédia

21 de Janeiro - La Fura del Baus, 22h, Largo do Toral. Performance multimédia

21-22 de Janeiro – 11 Burros Caem no Estômago Vazio, 21h30, São Mamede, Centro de Artes e Espectáculos de Guimarães, música tradicional e projecções que remetem para a história de Miranda do Douro

28 de Janeiro – Mi Casa Es Tu Casa, 12h-24h, Casas e Janelas do Centro Histórico de Guimarães, Concertos ao domicílio, a concepção do espectáculo é de Fernando Alvim

28 de Janeiro – Buraka Som Sistema, 22h, Pavilhão Multiusos

29 de Janeiro - Legendary Tiger Man e Rita Redshoes, CAE São Mamede, às 22h

Fevereiro

4 de Fevereiro – Julie & The Carjackers, Centro Cultural Vila Flor, concerto de apresentação do primeiro disco da banda que segue a linha folk exótica e tropical

Março

7 de Março - Concerto do músico flamengoWin Mertens com Fundação Orquestra Estúdio dirigido pelo maestro Rui Massena, 22h, Centro Cultural Vila Flor

Abril

6 de Abril – Orquestra Metropolitana de Lisboa, no Centro Cultural Vila Flor

Junho

Orquestra Clássica da Madeira

Orquestra Sinfónica portuguesa

Agosto

Opus Ensemble

Quarteto Lopes Graça

Quarteto de Cordas de Matosinhos

Artur Pizarro

Novembro

Guimarães Jazz

14
Aniversários / Re: Valin Nostarë Gwen
« em: Janeiro 13, 2012, 02:00:27 pm »
Parabéns.  :birthdaygift: :birthdaygift:

15
Geral / Re: Alassëa Hristonostalë :)
« em: Dezembro 27, 2011, 11:35:11 am »
Atrasada por ausência de internet no natal, mas mesmo assim feliz natal, queridos companheiros!  :birthdaygift: Tudo de bom!

Faço dos teus os meus votos, incluido a parte da internet  :(

Páginas: [1] 2 3 ... 75